02 jul 2020 - 15:40

BATE PAPO

Antonia Frering | Fotos: Divulgação/ Denise Leão

Nesta quarta-feira, 01, Preta Gil participou de um bate-papo em live com Antônia Frering, onde foram abordados os desafios no decorrer dos 18 anos de carreira, relação com a família, consciência racial, questões opressivas e sua recuperação da Covid-19.

Filha de Gilberto Gil e da empresária Sandra Gadelha, Preta cresceu no berço da música, mas decidiu abrir mão de sua paixão após passar por um episódio traumático. “Aos 15 anos perdi meu irmão [Pedro] durante um acidente de automóvel e me revoltei com a música”, desabafa. O acidente a tirou do trilho, e a cantora, na época ainda adolescente, foi morar em São Paulo para trabalhar na agência de publicidade de um amigo da família. A experiência foi positiva para Preta, que desenvolveu diversas funções e descobriu talento como produtora. Porém voltou ao Rio de Janeiro ao descobrir uma gravidez precoce, aos 19 anos. E começou a trabalhar em outra produtora [hoje a produtora Conspiração Filmes]. Precisou fazer muita ponte-aérea para conseguir ficar perto do seu filho, o Francisco Gil, ainda bebê.

A entrevista completa na íntegra abaixo:

Leia Mais